(51) 3263-2094 | (51) 3398-2094 | (51) 8115-7765

Blog

Confira dicas para as nossas crianças

Educação sem violência

Olá Pessoal. Aqui e o Leo, Psicólogo da Escola.

Hoje trago um texto para refletirmos. Espero que Gostem.
Um Forte Abraço.

Quero que você pense em uma pessoa conversando contigo e quando tu não concorda com ela resolve te bater. Vocês esta no trânsito e uma pessoa te ofende.

Teu chefe te humilha e rebaixa. Como Vocês se sentem nessas situações ? Nós somos adultos. Imagina tudo isso na cabeça de uma criança como será que ela se sente ?
Crescemos em uma cultura que entende que educar as crianças é fazer com que elas façam o que precisa ser feito de qualquer forma, mesmo que isto signifique fazer uso de violência (física ou psicológica), confundimos educação com autoritarismo.

“Você faz porque eu estou mandando, porque eu quero, porque é preciso, e ponto!”. Mas já passou o tempo em que bater em crianças era aceitável, não é mais (nunca deveria ter sido).

Há uma grande confusão, não bater não é sinônimo de não educar, pelo contrário, significa refletir sobre o tipo de educação que queremos dar e especialmente sobre o tipo de cidadão que queremos formar em nosso lar. Para você que ainda confunde não bater com não educar, ou para você que acha que criança feliz é aquela que faz tudo o que quiser, que quiçá confunde educação sem violência com negligenciar a educação de nossos filhos, então vou contar que o caminho da disciplina positiva não é fácil, pelo contrário, é trabalhoso, porém extremamente recompensador.

A educação não violenta usando a disciplina positiva se serve das nossas capacidades emocionais; somos cobrados constantemente para aumentar a capacidade de reconhecer nossos próprios sentimentos, de nomear e expressar estes corretamente, para que assim possamos reconhecê-los naquela pessoinha ao nosso cuidado, mesmo quando na maior parte do tempo ela ainda não consegue reconhecê-los e nomeá-los, precisam ser ensinados para que isto aconteça.

Educar sem violência usando a disciplina positiva também não é fazer que a criança faça tudo o que nós queremos através de prêmios ou castigos, isto é comportamentalismo. Ao fixar comportamentos desejados através de presentes físicos ou emocionais (elogios desmedidos), estamos desestimulando o uso da consciência, a criança faz porque vai ganhar um presente ou evitar um castigo, está sendo guiada apenas pelo prazer ou medo, não porque entenda e reconheça que aquela ação boa ou má vai ter uma consequência lógica que afetará ela ou seus semelhantes. Essa é uma forma de autoritarismo, não se diferencia em quase nada do velho “você vai fazer porque eu sou sua mãe/pai/professor e estou mandando”.

Educar sem usar a violência como recurso, aplicando a disciplina positiva não é tarefa fácil, é muito muito difícil, às vezes cansativo. A parte mais difícil seja nos conhecer e reconhecer, nos aceitar com todas nossas qualidades e defeitos, tomar consciência de nossos pontos sensíveis e ficar vigilantes sobre eles constantemente, reconhecer até mesmo para nossos filhos que não somos perfeitos.

Através desse autoconhecimento conseguiremos reconhecer as particularidades em nossos pequenos já que potencializamos a nossa capacidade empática, seremos realmente capazes de reconhecer o que o outro sente. O respeito é uma consequência desse reconhecimento da criança como um ser complexo em pleno desenvolvimento, se conhecemos nossos filhos sabemos o que
podemos ou não esperar deles, quais são seus próprios limites físicos, pessoais, suas capacidades, potencialidade e o amor, bem esse nem precisa falar, depois de aprofundar no conhecimento dessa pessoinha não tem como não se apaixonar.

Mas somos adultos, nós podemos e devemos resolver, se nós não tentarmos resolver, então quem o fará? ao entrar nesse caminho da educação não violenta e disciplina positiva, você passe por um processo de avaliação e mudança de algumas questões de sua própria vida, necessárias para ter melhor disposição no processo educativo e conseguir equilibrar suas vidas.

Quando um adulto usa de violência só demonstra que ele perdeu a razão e paciência e a única forma que tem de se fazer entender e usar de violência.



Mundo Mágico da Alegria

A Escola de Educação Infantil Mundo Mágico da Alegria foi fundada em 16/06/1997, e é dirigida por duas educadoras mãe e filha, que são apaixonadas pelo que fazem e comprometidas com a responsabilidade e qualidade na educação infantil.

Leia mais

Contato